Sniffers e Análise de pacotes na rede cabeada

Os sniffers são ferramentas que permitem capturar e scanear o trafego da rede, possibilitando ao administrador reunir informações, monitorar o uso de protocolos que não deveriam trafegar na rede e enfrentar de forma objetiva questões que afetam o desempenho de serviços.

A análise dos pacotes capturados permite o levantamento de questões como: “o tráfego da rede está normal”? “Existe alguma flag TCP não usual”? Continue reading

MITM com arpspoof, thc-ipv6 e SSLStrip

Os ataques à rede local do tipo man-in-the-middle, ou comumente conhecido como MITM, permitem ao atacante posicionar-se no meio da comunicação entre duas partes. Este ataque é útil para conduzir outros ataques, como sniffing(captura das informações) e session hijacking (sequestro de sessão).

Em um ataque MITM, a vítima não percebe a interceptação do tráfego e isso permite ao atacante a leitura e captura do tráfego entre as duas vítimas como também a alteração da informação para os fins de objetivo do ataque, sem a interrupção da comunicação do ponto de vista da vítima. Continue reading

RADIUS Change of Authorization (CoA)

Em uma implantação tradicional com AAA utilizando RADIUS, após a autenticação, o Servidor RADIUS apenas assina a autorização como resultado de uma requisição de autenticação.

No entanto, existem muitos casos em que é desejável que hajam alterações sem a exigência do NAS para iniciar a troca de mensagens. Por exemplo, pode haver a necessidade de um administrador da rede ser capaz de encerrar a ‘sessão’ de uma porta autenticada com 802.1x.

Alternativamente, se o usuário alterar o nível de autorização, isto pode exigir que novos atributos de autorização sejam adicionados ou excluídos para o usuário. Continue reading

Atributos RADIUS VSAs

Os atributos RADIUS do IETF são utilizados para comunicação AAA entre cliente e servidor de acordo com a RFCS 2865 e 2866 para o protocolo. O cliente e servidor RADIUS devem aceitar os parâmetros de acordo com a RFC, para uma comunicação adequada.

Os atributos específicos dos fabricantes (RADIUS Vendor-Specific Attributes), chamados de VSAs, derivam do atributo IETF número 26, destinado para os fabricantes utilizarem as funções do RADIUS de acordo com seus produtos. O padrão permite liberdade para integração do RADIUS com funcionalidades proprietárias dos vendors, mas dificulta a integração com os fabricantes concorrentes. Esses VSAs são inseridos dentro do atributo 26. Continue reading

802.1x

IEEE 802.1X (também chamado de dot1x) é um padrão IEEE RFC 3748 para controle de acesso à rede. Ele prove um mecanismo de autenticação para hosts que desejam conectar-se a um Switch, por exemplo. A funcionalidade é também bastante poderosa para vinculo de VLANs, VLANs Guest e ACL’s dinâmicas. As funcionalidades do 802.1x permitem por exemplo, que caso um computador não autentique na rede, a máquina seja redirecionada para uma rede de visitantes, etc. Continue reading